Páginas

domingo, 25 de setembro de 2016

Entrevista e Convocação Akkari Team Micro

Olá, pessoas.

Depois de uma espera que pareceu uma eternidade (Eu tava voltando do BSOP NATAL). Recebi o contato do Giuliano 'gmdef.2001' Freitas pra fazer a entrevista. Marcamos pelo Skype e na hora combinada eu estava na frente do PC sem saber o que esperar. Fiz uma pesquisa rápida sobre quem era Giuliano e acabei encontrando o canal dele no youtube.

A entrevista foi tranquila e eu agradeço a ele por isso. Falei um pouco sobre minha vida e como eu comecei a jogar. Minhas pretensões e depois respondi algumas perguntas técnicas. Passados alguns minutos a entrevista terminou e eu fiquei sem saber o que esperar. Mais uma vez não me sentia confiante e achei que não seria aprovado. Até que chegou o dia da convocação.

No dia da convocação eu estava super nervoso e dessa vez o próprio Akkari tava na transmissão. Pra quem quiser ver ou rever clica aqui que foi postado no youtube.


A agonia foi até pior do que na primeira lista, mas o que realmente importa é que meu nome foi falado e que eu estou no time micro durante um mês.

BSOP Natal

Olá, pessoas!

Mais um sonho realizado foi a ida ao BSOP Natal. Como moro no nordeste, só tenho uma oportunidade por ano pra ir ao BSOP e decidi fazer a viagem. Pra muitas pessoas que já estão acostumadas pode não parecer lá grande coisa, mas pra mim... Foi a realização de mais um sonho. Ver de perto ídolos, jogar uma etapa. Nossa, foi incrível.
Gostaria de agradecer ao Pitta por toda assistência que me deu lá em Natal. Conversamos bastante, andamos pelo salão do torneio.

Joguei o evento Last Chance deep stack turbo. Não fui muito bem, mas não estava nem aí. Mais um sonho realizado pra conta e ainda faltava a entrevista para entrar no Akkari Team.

De resto a viajem foi ótima. Praia, comida... Se quiser ver as fotos clica aqui e aproveita pra curtir a página!

Akkari Team

Olá, pessoas. Vou contar aqui em algumas linhas como foi o processo para entrar no Akkari Team Micro.

Bem, Como já falei anteriormente, quando decidi jogar profissionalmente, não fazia ideia que o Akkari iria abrir seleção para o time, então dá pra imaginar a expectativa que fiquei com a possibilidade de participar do time e ao mesmo tempo realizar mais um sonho (Desde que aprendi a jogar e quando comecei a entender um pouco o que era o jogo, a primeira coisa que eu descobri foi o que Akkari representa para o esporte no Brasil e entrar para o time era o auge que eu imaginava).

Me inscrevi para o vestibular e comecei a estudar. Eu sabia que seria uma prova de  questões e não estava muito confiante. Não estou falando que não confio no meu jogo ou no meu conhecimento, mas não tinha noção do nível de exigência que a equipe teria. Porém uma coisa era certa: Passar só dependia de mim. Fiz a prova e aguardei o resultado.

No dia do resultado eu mantinha algo em mente: "Se eu passar nessa prova entro no time". Por que achava que a entrevista não seria tão difícil, mas a prova estava aí com um field de mais de 300 players. A transmissão começou com o Bueno conversando e a minha internet não tava ajudando muito. Decidi acessar o twitch em dois aparelhos conectados a internet's distintas e comecei a acompanhar. Os nomes foram falados por ordem alfabética e quando começou a falar com a letra M a conexão caiu. Que agonia. A net volta, Bueno fala "Michael Douglas Ribeiro de... cai de novo. Sabendo que não se deve comemorar antes do river eu estava com o grito entalado. A net volta no celular e ele fala meu nome completo "Michael Douglas Ribeiro de Araujo". Nessa hora eu ligo para as pessoas que estavam torcendo pra mim e comemoro. Mas ainda faltava a entrevista...

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Explorando Fraqueza dos Adversários MTT


Iniciando a carreira de jogador profissional de poker - Parte Dois

E aí, beleza?
Se você ainda não leu a parte um é só clicar aqui

Bem, continuando de onde parei:

Não foi fácil começar e eu tinha que confiar no meu jogo por que tenho contas pra pagar, então resolvi fazer meu planejamento que deveria conter algumas coias e foi o seguinte:

1- Grade: Eu precisava determinar os torneios que deveria jogar de acordo com o meu BR que era de $100,00.
2- Horário: Eu tinha consciência que muitas pessoas que não tem compromisso com horário (Não precisam bater ponto) enfrentam, então resolvi tentar manter mais ou menos a rotina de trabalho diária.
3- Estudos: Como eu sabia que mesmo tendo acesso a muito conhecimento no curso ainda me faltavam algumas coisas e eu tinha que correr atrás.

Tendo tudo isso em mente, criei minha grade, determinei quantas horas por dia iria jogar e estudar e, enfim, sentei a bunda na cadeira e comecei a grindar!

Cravada Big $1,10
Pra minha surpresa o primeiro resultado não demorou pra chegar!!!!!

Cravei o Big 1,10 (O mais caro da minha reta) e embolsei quase $600,00. A felicidade foi imensa, bebi 1L de whisky barato pra comemorar, fui dormir bêbado, tirei o dia seguinte de folga por que tava de ressaca e continuei com a rotina.

O importante é que não foi tão fácil e nem tão simples quanto possa parecer. Antes de conseguir ganhar esse torneio eu passei dias apanhando, levando bad e pensando em desistir. Mas acho que essa é a diferença entre os que não conseguem.

Bem, eu tenho consciência que ainda não CONSEGUI, mas sabia que estava no caminho certo.